Exames Irradial PET-CT em Porto Alegre

Clínica e Centro Clínico Especialista em Exame Tomografia  por Emissão de Pósitrons PET-CT em Porto Alegre

Tomografia  por  Emissão  de  Pósitrons,  ou  simplesmente  PET,  é  uma modalidade  de diagnóstico por imagem que permite o mapeamento de diferentes substâncias químicas no organismo.  Dentre  elas,  o  2-[F18]-flúor-2-deoxi-glicose,  chamado  de  FDG,  é  o  traçador  mais utilizado, sendo o Flúor-18 o elemento radioativo e, glicose, o composto químico que conduz o Flúor-18 para os tecidos humanos.

Uma pequena quantidade de FDG é injetada no paciente e, após um período de captação, o  aparelho  PET  capta  os  sinais  emitidos  pelo  Flúor-18  transformando-os  em  imagens  e determinando, assim, os locais onde ocorre acúmulo patológico do mesmo, pois a grande maioria das  células  tumorais  apresenta  utilização  acentuada  da  glicose  como  fonte  energia,  em comparação com as células normais. Equipamentos  de  última  geração  apresentam  uma  Tomografia  Computadorizada (TC) acoplada ao PET scan.

Este conjunto híbrido é chamado PET-CT  e une, assim, duas modalidades de imagens bem estabelecidas em um só exame, conseguindo definir o metabolismo celular através do PET scan e delimitar a anatomia com a TC.

Como  resultado,  tem-se  um  método  econômico  e  ágil  que  melhora  o  diagnóstico e proporciona a escolha adequada do tratamento.


Qual a diferença entre o PET-CT e as demais modalidades de diagnóstico por imagem, como a Tomografia Computadorizada e a Ressonância Magnética?

A  grande  vantagem  do  PET  é  a  capacidade  de  medir  o  metabolismo  das  lesões, demonstrando a presença de alterações funcionais antes mesmo que anatomia afetada seja detectada pela Tomografia Computadorizada e/ou pela Ressonância Magnética, permitindo desta forma o diagnóstico precoce das doenças neoplásticas, o que é essencial para um tratamento mais eficaz e curativo.

Como é feito o exame de PET-CT?

Após a injeção endovenosa do FDG no paciente, segue-se um período de espera de captação de aproximadamente 60 minutos.

O paciente é então posicionado confortavelmente no equipamento.

Imagens do corpo inteiro são adquiridas, em repouso, durante cerca de 20 a 30 minutos, dependendo do tipo de exame. Em seguida, o médico responsável analisa a qualidade das imagens e o paciente é dispensado, podendo assumir suas tarefas diárias, sem restrições.

Existe alguma contra-indicação para a realização do exame?

O PET-CT é um exame simples, seguro e indolor. O FDG, a glicose marcada utilizada para a realização do exame, não causa nenhum tipo de efeito colateral, podendo ser utilizada inclusive em pacientes diabéticos.

Em caso de gravidez, a paciente deve discutir a relação risco benefício com o seu médico para avaliar a real necessidade do exame. Em caso de amamentação, suspender as mamadas após o exame, por pelo menos, 6 horas, sendo ideal 24 horas, se possível.

É essencial a capacidade do paciente em permanecer imóvel durante a aquisição das imagens. Em casos especiais, o exame poderá ser realizado após sedação/anestesia.

O PET-CT é um equipamento aberto que não transmite a sensação de claustrofobia.

Em caso de dúvida, o paciente poderá fazer uma visita ao serviço para conhecer o equipamento.

Principais indicações do PET-CT

O PET-CT é usado principalmente em Oncologia e em Neurologia.